5 de jun de 2011

Ford Maverick GT

Ford Maverick GT


Ford Maverick GT 302 V8, uma raridade das antigas. Esse de qual eu vou falar hoje, sem dúvidas, é um dos Maverick’s mais bonitos de Itaúna.

Com sua cor amarela bem chamativa e faixas pretas sob o capô indicam que ele tem algo mais que os outros. O motor 302 V8 de 197cv, na época que ele foi lançado era como se fosse um monstro. Fazia de o-100 km/h em 11,6s e sua velocidade máxima de 178 km/h. Nos anos 70, isso era uma coisa muito impressionante. Naqueles tempos o Maverick era o sonho de todo adolescente apaixonado por automóveis.

Ele está longe de ser um carro de família: anda muito, bebe muito também. Além disso, os passageiros que ficam nos bancos traseiros não podem usufruir do mesmo conforto, com relação a quem vai aos bancos dianteiros. O espaço é pouco.

Ele foi feito mais para as competições. Antigamente era muito usado para disputar os “rachas” de rua. Mas ele tinha um rival, o famoso Opala 6 cilindros, que tinha um motor menor, mas era bem mais leve que o Maverick. A briga ficou feia para o Ford em 1975, quando a GM lançou o motor 250-S, uma evolução mais “nervosa” do tradicional seis cilindros.

A alavanca de marchas do Maverick fica bem próxima ao motorista, fazendo com que as trocas sejam feitas com mais facilidade. O câmbio é manual de 4 velocidades. A direção é hidráulica, bem leve. Com isso consegue transmitir mais segurança para o motorista domar o “motorzão” V8.

Eu gosto muito desse carro. Não só pela beleza e nem pelo seu belo motor, também pela história que ele representa para o automobilismo brasileiro. Sem dúvida nenhuma, é um carro muito interessante, bonito e raro.

Este que tem em Itaúna do modelo GT 302 V8 foi fabricado em 1974.


Ford Maverick GT

Ford Maverick GT

Ford Maverick GT

Ford Maverick GT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...